Polícia Federal resgata trabalhadores em condições de escravidão na cidade de Amarante

A Polícia Federal em parceria com a Procuradoria do Trabalho de Imperatriz, deflagrou nesta terça-feira 12, no município de Amarante, a Operação Cry Of Freedom (Um Grito de Liberadade), com o objetivo de resgatar trabalhadores submetidos a condição análoga a de escravidão.

A operação foi desencadeada no bojo de procedimento instaurado pela Polícia Federal após informações que relatavam a existência de trabalhadores em condição degradante de trabalho na zona rural do município de Amarante, durante as diligências realizadas foi constatada a condição degradante a que os trabalhadores eram submetidos, tais como o cerceamento de direitos trabalhistas, casa em condições precárias de limpeza, sendo inclusive constatado a presença de ratos no interior do imóvel, além da escassez de alimentos para subsistência das vítimas.

Durante a operação, foi constatado ainda a falta de lugar adequado para a higiene dos envolvidos, sendo necessária a utilização do mato próximo a propriedade, assim como a inexistência de equipamentos para proteção individual das vítimas diante da necessidade de manipulação de materiais nocivos à saúde humana.

No local foram resgatados 03 trabalhadores que viviam em condições subumanas, com isso, o proprietário do imóvel rural poderá responder pelo crime de reduzir trabalhador a condição análoga à de escravidão (art. 149, do Código Penal) com penas que podem passar dos 8 (oito) anos de prisão em razão da quantidade de vítimas resgatadas.

Participe do blog.

Mande sua mensagem ou denúncia no e-mail keithlccalm@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Publicidade

  • Participe

  • Mande sua mensagem ou denúncia no e-mail keithlccalm@gmail.com