‘Parece que teve a conivência de alguém do sistema’, diz Lula sobre fuga inédita no RN

Os dois presos que fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, usaram barras de ferro (vergalhões) que tiraram da própria parede das celas para aumentar o buraco que usaram para escapar. A dupla enrolou o uniforme azul na barra de ferro para fazer menos barulho.

Segundo pessoas ligadas à investigação, por estarem no Regime Disciplinar Diferenciado (RRD), Rogério Mendonça e Deibson Nascimento não saem nem para o banho de sol —que acontece em um solário individual dentro da cela.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, (PT), admitiu neste domingo (18) que a fuga inédita dos dois presos da Penitenciária de segurança máxima, “parece que teve a conivência de alguém do sistema” no episódio.

“Obviamente que nós queremos saber como é que esses cidadãos cavaram um buraco e ninguém viu. Só faltaram contratar uma escavadeira”, ironizou o petista.

Lula deu a declaração durante coletiva de imprensa em Adis Abeba, capital da Etiópia, onde participou neste sábado,17, da 37ª Cúpula da União Africana.

Passo a passo da fuga

  • A fuga foi executada através de uma haste que conectava as celas;
  • Os detentos conseguiram acesso a esta haste ao perfurar uma abertura na esquadria entre a haste e a cela, cujas dimensões originais eram de 20x70cm;
  • Para ampliar essa abertura, os detentos precisaram quebrar o concreto armado utilizando os objetos artesanais encontrados na cela;
  • Na haste há uma escada metálica que dá acesso à laje de cobertura do prédio;
  • Acima dessa laje existe apenas um teto com telhas de fibrocimento, que foram afastadas, possibilitando com que os detentos tivessem acesso à cobertura da edificação;
  • Havia um poste próximo da cobertura por onde supostamente eles teriam descido;
  • Próximo à abertura do alambrado pelo qual os detentos fugiram, há um canteiro de obras. O ponto em que desceram está a cerca de 75 metros dessa abertura do alambrado;
  • Durante o trajeto que supostamente percorreram, havia uma câmera de segurança que, conforme relatado, não estava funcionando;
  • Os refletores do poste mais próximo do local da fuga estavam desligados devido ao disjuntor estar desativado;
  • Além disso, os refletores externos mais próximos da área da fuga não estavam funcionando.

Participe do blog.

Mande sua mensagem ou denúncia no e-mail keithlccalm@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Publicidade

  • Participe

  • Mande sua mensagem ou denúncia no e-mail keithlccalm@gmail.com