Assembleia: professores da Uema e Uema Sul decidem manter a greve por tempo indeterminado

Professores e professoras das universidades estaduais, UEMA e UEMASUL, rejeitaram em Assembleia realizada na noite dessa segunda-feira,06, a proposta de reajuste de 11% dado pelo Governo do Estado aos servidores públicos. Com 253 votos, a maioria decidiu pela manutenção da greve que já dura quase 80 dias.

Além do reajuste real dos salários, os servidores também cobram melhores condições de trabalho, e recomposição dos prédios e obras paradas. No dia do Servidor Público, em 28 de outubro, o governador Carlos Brandão anunciou o aumento de forma escalonada, o que despertou ainda mais o descontentamento da categoria que alega que o reajuste não atende as perdas salariais dos professores ao longo dos anos.

O anúncio incluiu também um aumento na gratificação de titulação para professores e professoras das universidades UEMA, e UEMA Sul.

 

Participe do blog.

Mande sua mensagem ou denúncia no e-mail keithlccalm@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Publicidade

  • Participe

  • Mande sua mensagem ou denúncia no e-mail keithlccalm@gmail.com