Prefeitura de Estreito demite motorista que se recusou a dirigir ônibus escolar faltando parafusos e com pneus carecas

Um motorista do transporte escolar do município de Estreito, que se recusou a conduzir um ônibus escolar com pneus carecas e faltando parafusos em uma das rodas dianteiras, foi demitido nesta quarta-feira (13). O caso ganhou repercussão após o trabalhador ser demitido pela recusa.

Em um áudio divulgado nas redes sociais no fim da tarde desta terça (12), o motorista afirma que fez o certo, em não colocar a vida das crianças em risco e pediu desculpas. “se eu falhei, foi tentando acertar, me desculpa” disse ele ao se despedir no grupo dos pais de alunos.

O caso deve ir parar na Justiça, e o funcionário poderá até mesmo receber uma indenização. Já o prefeito de Estreito, Leo Cunha, vai precisar responder pelo crime de improbidade, a exemplo de uma decisão da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), envolvendo perseguição política, entre um prefeito e um funcionário à época.

Leo Cunha é o prefeito de Estreito que ganhou grande repercussão após show da cantora Manu Batidão que protagonizou cenas de sexo em pleno palco diante de um público composto por crianças e idosos. Além da cantora, Cunha também autorizou shows na cidade do cantor Léo Santana, e juntas as apresentações representam mais de meio milhão de reais gastos somente em 2023.

Participe do blog.

Mande sua mensagem ou denúncia no e-mail keithlccalm@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Publicidade

  • Participe

  • Mande sua mensagem ou denúncia no e-mail keithlccalm@gmail.com